Rádio Educadora
Está Tocando Agora

CORAÇÃO SERTANEJO

até as 23:59
NOTÍCIAS

Postado em: 06/12/2023 às 08:06
0 Visualizações

Exército de Cascavel já se mobiliza para proteger fronteiras em possível conflito entre Guiana e Venezuela


Foto:

Nós mostramos aqui no Sou Agro que em Cascavel equipamentos militares estavam prontos e à espera da próxima ordem.

Acontece que essa mobilização já começa a ser feita nessa quarta-feira (6) na capital do Oeste paranaense. Às 5h30 da manhã começou a movimentação dos veículos do Exército brasileiro para a região de fronteira.Isso tudo é por conta do clima entre a Venezuela e Guiana que está cada vez mais tenso.

A situação se complicou ainda mais após o plebiscito em que os venezuelanos decidiram pela aprovação de anexar a região guianense de Essequibo. Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, está irredutível e disse que vai cumprir as ordens do povo.

O Centro de Comunicação Social do Exército brasileiro informou que: “conforme sua missão Constitucional de Defesa da Pátria, o Exército Brasileiro vem mantendo, através de seu Sistema de Inteligência e de alertas, constante monitoramento e prontidão de seus efetivos para garantir a inviolabilidade de nossas fronteiras. Nesse contexto, foi antecipado um reforço de tropas e meios de emprego militar nas cidades de Pacaraima e Boa Vista, além disso a 1ªBrigada de Infantaria de Selva, em Roraima, com seu efetivo de quase dois mil militares intensificou sua ação de presença naquela faixa de fronteira visando atender, em melhores condições, à missão de vigilância e proteção do território nacional”, disse a nota.

O Exército explica ainda que essa mobilização faz parte de um planejamento.

“Ressalta-se que a evolução do atual Esquadrão de Cavalaria Mecanizado, orgânico daquela Brigada, para um Regimento de Cavalaria Mecanizado é uma ação estratégica pré-planejada que já constava no Planejamento Estratégico do Exército (PEEx). Esse processo resultará num aumento do número de militares na área, além de viaturas blindadas, as quais serão deslocadas do Sul e do Centro-Oeste do país para Roraima. Tais meios, como as 16 Viaturas Blindadas Multitarefa 4×4 – Guaicurus, serão deslocados para comporem a recém criada Unidade Militar, ao longo do mês de dezembro, com uma previsão de cerca de 20 dias para chegarem à Boa Vista. Atualmente, no lado brasileiro, o movimento na fronteira tem sido normal”, detalhou a nota.

Os veículos seriam do Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Paraná. Em Cascavel, no 15º Batalhão Logístico, no pátio, a movimentação chama a atenção. Os materiais estão todos em prontidão, aguardando a próxima ordem. O Portal Sou Agro obteve respostas por meio de nota: “Ainda não recebemos ordem para deslocar nenhum material. O Batalhão Logístico de Cascavel está deixando seus materiais aprestados, para caso necessário poder deslocar para onde for necessário. O deslocamento só acontece mediante ordem do Ministério da Defesa”.

Na semana passada, o exército já tinha aumentado o efetivo de militares na fronteira. O reforço do Pelotão Especial de Fronteira de Pacaraima, recebeu pelo menos mais 60 soldados. Além disso, a inteligência da Polícia Federal acompanha detalhadamente os desdobramentos.

Fonte:Canal Rural

Compartilhe essa Notícia