Rádio Educadora
Está Tocando Agora

FERRO VELHO

Com DJ Luidy até as 20:59
NOTÍCIAS

Postado em: 03/04/2024 às 11:19
0 Visualizações

Motorista que provocou acidente com morte ao tentar fugir da polícia em Guarapuava será indiciado por homicídio doloso


Foto:

O motorista que provocou um acidente com morte ao tentar fugir da polícia será indiciado por homicídio doloso - quando há intenção de matar. A informação é do delegado da Polícia Civil Bruno Miranda Maciozak.

O caso aconteceu na noite da última quinta-feira (28) na BR-277 em Guarapuava, região central do Paraná, e envolveu quatro veículos.

 

 Um militar do exército morreu e seis pessoas ficaram feridas.

Segundo o delegado, o suspeito, de 28 anos, foi interrogado nesta terça-feira (2), no hospital onde está internado e escoltado desde o acidente.

 

Ele está preso preventivamente e preferiu ficar em silêncio no depoimento, explica Maciozak.

 

Ele foi autuado em flagrante por um homicídio doloso consumado, dois homicídios dolosos tentados, desobediência e direção de veículo automotor sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O militar Ronaldo Jordão, de 26 anos, morreu no local. Ele estava com a esposa e a filha de quatro anos, que ficaram gravemente feridas e continuam internadas.

 

De acordo com a Polícia Militar (PM), o suspeito estava com uma Carteira de Habilitação Nacional (CNH) falsa e tem passagens na polícia por outros crimes. Caso a falsificação seja confirmada pela equipe de investigação, o homem também deve ser indiciado por falsificação de documento público, explica o delegado.

 

A viúva de Ronaldo foi interrogada no hospital e disse à polícia que não lembra do acidente - ela sofreu traumatismo craniano.

O delegado explica que outras testemunhas devem ser ouvidas nos próximos dias e o inquérito policial deve ser concluído até o final desta semana.

O nome do suspeito não foi revelado. A defesa defende que o motorista não teve a intenção de matar e pede que ele responda por homicídio culposo e lesão corporal na condução do veículo.

 

 Fonte:G1Paraná  Foto: PMPR

Compartilhe essa Notícia