Rádio Educadora
Está Tocando Agora

CORAÇÃO SERTANEJO

até as 23:59
NOTÍCIAS

Postado em: 10/04/2024 às 15:19
0 Visualizações

Ex-detento suspeito de envolvimento em esquema de propinas cobradas por policiais em cadeia do PR é preso pelo GAECO


Foto:

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná (MP) prendeu em flagrante um ex-detento suspeito de ter envolvimento em um esquema de propinas cobradas por policiais na cadeia pública de Laranjeiras do Sul , região central do Paraná.

De acordo com o MP, no ano passado um policial penal, um policial militar e um servidor terceirizado do Departamento de Polícia Penal do Paraná (Deppen) foram denunciados por exigir vantagens indevidas de presos para viabilizar transferências e conceder privilégios na unidade prisional. Os crimes ocorreram em novembro de 2022, segundo o MP. 

A prisão do ex-detento aconteceu nesta quarta-feira (10) em Cascavel, no oeste do Paraná, durante a segunda fase da operação, chamada de Securus Via. No total, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão.

"Nesta segunda fase, a operação buscou identificar pessoas que dissimularam a movimentação e o recebimento das propinas pelos agentes públicos. O MP obteve indícios de que um advogado e um ex-detento intermediaram essas transações, praticando o crime de lavagem de capitais", afirma o Ministério Público.

Os mandados foram cumpridos em endereços relacionados aos investigados, sendo um em Cascavel, e três em Laranjeiras do Sul, em residências e um escritório de advocacia.

Foram apreendidos 19 cartuchos de munição, R$ 6 mil em espécie, uma camisa da Polícia Civil, um giroflex, aparelhos de telefone celular, além de equipamentos eletrônicos diversos e documentos que farão parte das investigações subsequentes.

A investigação iniciou a partir do recebimento de documentos da Corregedoria do Deppen, apreendidos na Operação Sem Privilégios, realizada pelo Deppen em dezembro de 2022.

Em setembro de 2023 a Justiça emitiu cinco mandados de prisão preventiva e dez de busca e apreensão no âmbito da Operação Securus Via.

"Entre os alvos dos mandados de prisão, estavam um policial penal e um ex-agente terceirizado do Deppen, que teriam concedido benefícios aos presos da Cadeia Pública de Laranjeiras do Sul em troca de propinas. Os outros três são um preso e dois ex-detentos que teriam feito os pagamentos. Foi identificado o recebimento de pelo menos R$ 50 mil reais pelos agentes públicos", afirmou o MP, na época.

Dois policiais militares também foram investigados suspeitos de receberem vantagens indevidas, como serviços de pedreiros e pintores supostamente realizados por detentos em suas casas, e terceiros que teriam emprestado suas contas bancárias para recebimento dos valores.

Atualmente, segundo o Ministério Público, o policial penal e o ex-agente terceirizado do Deppen, que foram presos preventivamente em setembro de 2023, receberam liberdade provisória.

Os nomes dos investigados e dos denunciados não foram revelados.

 

Fonte:G1Paraná / Foto: Ministério Público/Divulgação


Compartilhe essa Notícia      

Mais Fotos